• Número da clínica

    (38) 3222-0133

Preservação da fertilidade

CONGELAMENTO DE ÓVULOS. Para quais mulheres o congelamento de óvulos é indicado? Para as que desejam preservar sua fertilidade por causa de algum problema de saúde que comprometa o seu desejo de ser mãe. Seja porque terá de passar por tratamentos contra o câncer, como quimioterapia, por existir histórico de menopausa precoce na família ou ainda porque terá de retirar um ovário, o que pode levar a uma menor reserva de óvulos. Mas o congelamento também tem sido usado por quem deseja adiar a maternidade. De fato, cada vez mais o congelamento é usado com essa função social. É preciso lembrar, porém, que, mesmo que a mulher decida engravidar aos 40 anos, por exemplo, com óvulos congelados aos 32, sua gravidez será compatível com sua idade ao engravidar. Ou seja, terá mais chance de diagnosticar pressão alta ou de diabetes gestacional. Por outro lado, como a saúde dos óvulos está ligada à idade da mulher no momento da retirada, há menos riscos de o bebê ter doenças como a síndrome de Down. Ainda assim, tudo vai depender também da carga genética da mãe, que independe da idade. Há uma idade mínima ou máxima para o congelamento dos óvulos? Não há idade mínima para o congelamento. Ele pode acontecer a partir do momento em que há um amadurecimento do eixo hormonal da mulher, que pode ser aos 16, 17 anos. Mas nessa fase não há motivo para congelar, a não ser que haja algum problema de saúde. Quanto à idade máxima, o ideal é que o congelamento seja feito até 40 anos, porque a partir daí há uma queda na produção de óvulos.Como o óvulo é congelado? Primeiro, a mulher tem que tomar hormônios para induzir a ovulação. Eles poderão levar à produção de 15 a 20 óvulos. Depois, é feita uma punção aspirativa transvaginal para a retirada dos óvulos, em um centro cirúrgico e com anestesia. Logo após, os óvulos são levados para nitrogênio líquido a menos 196 ºC (é a técnica chamada vitrificação). O procedimento não tem cortes e dura cerca de 15 minutos. A mulher pode ser liberada após uma hora. Para mais informações visite: www.fertil.med.br Médico Ginecologista e Obstetra Expertise em Reprodução Humana Membro da American Society for Reproductive Medicine CRM 25-699